Proposta Pedagógica

 

PROPOSTA BILÍNGUE

 

Organizamos nossa grade curricular para proporcionar aos alunos as competências e habilidades necessárias para usar as duas línguas em situações acadêmicas e sociais. Nossos alunos têm aulas de diversos eixos e disciplinas em língua inglesa.

 

O currículo da Educação Infantil é baseado nos Referenciais Curriculares Nacionais. No Lobatinho as salas da imersão ao inglês vão do G2 ao G5 (2, 3, 4 a 5 anos de idade) todos os eixos propostos no nosso currículo são trabalhados em inglês.

 

Oferecemos aos alunos da sala de imersão  G4,  uma aula semanal da Cultura Brasileira com intuito de resgatar e preservar a nossa cultura.  Brincadeiras cantadas, quadrinhas, atividades para reconhecimento das letras e sons do alfabeto, são desenvolvidas  nesta aula.

 

No G5 (5 a 6 anos), 75% do tempo é com uma professora bilíngue e 25% com a professora de português,  que inicia o processo formal de alfabetização em língua portuguesa,  com a professora  de imersão.

 

O foco do ensino em inglês até o primeiro ano do ensino fundamental é a oralidade e compreensão do oral.

 

O currículo do ensino fundamental é baseado nos Parâmetros Curriculares Nacionais como demandam as determinações do MEC, ou seja, sendo uma escola brasileira bilíngue ensinamos todas as disciplinas em língua portuguesa e algumas delas em língua inglesa também, com destaque para ciências e matemática no ensino fundamental I, utilizando livros didáticos especiais que oferecem estes conteúdos em inglês.

 

Nossa proposta sócioconstrutivista valoriza o aprendizado produzido diretamente pelas vivências das crianças, priorizando as descobertas individuais, fortalecendo a autoestima e encarando o erro como parte do processo de construção do conhecimento, tornando o ambiente mais prazeroso e propício ao aprendizado.

 

Procuramos manter um ambiente bilíngue diversificado e consciente para que a segunda língua seja adquirida de forma natural, lúdica e prazerosa.

 

Nosso objetivo quanto à oralidade é que, à medida que o aluno incorpora mais palavras ao seu vocabulário, naturalmente se arrisque a formar frases, mesmo que misturando o inglês e o português. Esse comportamento é natural e espontâneo já que ele está exposto à língua falada por meio dos professores ou recursos de áudio. O aluno prioriza o idioma que para ele pareça a “melhor” maneira de se comunicar dependendo dos participantes na situação. Com o tempo, a escolha do idioma torna-se mais consciente, ele aprende a pensar em inglês e troca de língua com mais facilidade e domínio.

 

outubro 2018
D S T Q Q S S
« jan    
 123456
78910111213
14151617181920
21222324252627
28293031